Nadia Guadamuz

Um sonho que se realizou

Há alguns meses, vim a Israel para ser voluntária na ADI, uma organização residencial, educacional, de reabilitação e tratamento médico para pessoas com deficiências complexas. Eu vim porque meu sonho era ser uma enfermeira registrada e tenho trabalhado muito duro para obter todas as minhas aulas e pré-requisitos para me candidatar a um programa de enfermagem.

Como participar de um programa de enfermagem na minha área é muito competitivo, parte da preparação recomendada para aumentar as chances de ser aceito em um programa é ser voluntário. Como amo tanto Israel, decidi que não havia lugar melhor para eu fazer minhas horas de voluntariado do que no meu lugar favorito em todo o mundo. Eu pensei em acerta dois coelhos com uma cajadada: gastar tempo conhecendo Israel e ganhar experiência no campo em que quero fazer carreira.

Não imaginava o quanto essa experiência mudaria minha vida. Eu aprendi muito com as crianças e funcionários da ADI. Tive o privilégio de ter aprendido muito com seus incríveis enfermeiros e cuidadores. Fico constantemente impressionada com a forma como eles se esforçam para oferecer melhores cuidados aos pequenos e como se apoiam durante o dia de trabalho.

«Esta é uma experiência de uma vida!»

Dia após dia, essas almas maravilhosas encheram meu coração de alegria, inspiração e apoio. Sou muito abençoada por conhecê-los e ser voluntária em ADI. Essa experiência confirmou totalmente para mim que esse é realmente o campo em que quero trabalhar, e foi por isso que foi extra especial e emocionante quando recebi a notícia hoje de que fui aceita no meu programa de enfermagem de minha primeira escolha! Estou ansiosa para começar o próximo capítulo da minha vida, embora também esteja muito triste porque isso significa que precisarei sair da ADI nos próximos dois meses para poder continuar a escola.

Ao dar a notícia aos funcionários da ADI que enviei minha inscrição e que estava aguardando ansiosamente a resposta, todos disseram com tanta confiança: “Bem … eu sei que você será aceita. Vou ter saudades suas! Vá estudar e é melhor você voltar!” Isso me fez sentir tão especial!

As boas notícias são especialmente bem-vindas durante esses tempos de incerteza, pois o mundo inteiro lida com o COVID-19. Para mim, o aspecto mais difícil disso é que estou tão longe da minha família e dos meus cães e não posso mais sair de casa para explorar Jerusalém. Minha coisa favorita a fazer depois do meu turno na ADI todos os dias era passear pelas ruas de Jerusalém em busca de um novo museu ou aventura.

Agora é imperativo que eu e qualquer outra pessoa que trabalhe ou seja voluntária na ADI fique em casa o máximo possível, porque não podemos arriscar ser infectados pelo COVID-19 e depois levá-lo ao ADI. Nossas crianças são muito sensíveis e muitos são «imunocomprometidos», portanto, o risco é grande demais para eles. Estamos aqui para oferecer a eles o melhor atendimento, e isso agora se estende para nossas vidas fora do prédio da ADI, porque precisamos nos manter saudáveis para mantê-los saudáveis. Basicamente, é o mesmo que alguém faria por suas próprias famílias, o que é adequado para mim, uma vez que o povo de ADI é como minha família em Israel.

ADI fez todo o possível para nos manter seguros e nos incentivar durante esta pandemia. Alguns exemplos são que eles nos fornecem atualizações constantes sobre quaisquer novas regulamentações que devemos estar cientes, fornecem EPI para que possamos manter a nós mesmos e aos residentes saudáveis, organizamos o transporte para que possamos ir e voltar do trabalho e não ficarmos expostos ao vírus em transporte público ou andando na rua, além de fornecer refeições e lanches para a equipe e os voluntários durante nossos novos horários, que incluem turnos de 12 horas, algumas vezes por semana.

Tudo isso para que ainda possamos nos sentir seguros e apoiados enquanto apoiamos os maravilhosos residentes! Era evidente na minha primeira semana em ADI que eles iam além de seus residentes, e agora me enche o coração vê-los ir além de nós também durante esses tempos difíceis.

Serei eternamente grato por tudo o que aprendi em ADI, por todas as amizades e conexões que fiz e pelo cuidado e apoio que eles me deram ao lidar com o COVID-19. Esta é uma experiência de uma vida!